O Shidoshi

DSC_2524Meu nome é Marcelo Gomes chamado honradamente pelos meus alunos de Shidoshi, nasci no dia 12 de outubro de 1973 e hoje me encontro com 42 anos, sou um buscador, pesquisador e apaixonado por artes marciais, acredito que a arte pode mudar vidas e transformar pessoas e através do Bushido Ryu estamos oferecendo nossa humilde contribuição no grandioso processo chamado VIDA.
Meus títulos e Dans não dizem quem sou apenas mostram um apanhado de conhecimento, para realmente me conhecer espero que me de a honra de conhecê-lo(a) pessoalmente, pois só assim todo e qualquer preconceito pode ser eliminado. Por enquanto segue o meu tempo de aprendizado no caminho marcial.

Faixa preta 7º Dan de Bushido Ryu reconhecido pela WOMA

Faixa preta 5º Dan em Kickboxing – CBKBT/USA ( Confederação Brasileira de Kickboxing Tradicional)

Faixa preta 4º Dan de Karate – WKFU ( World Federation Karate Union )

Officer Instructor – C.I.C.T (International Confederation Tactical Course)

Instrutor de Combate com FacaT.F.K.O (Tactical F ighting Knife Organization – USA)

Doutor Honoris Causa – Bushido RyuU.T.E.P – Universidade Livre de Terapias Psicobioenergéticas

Mestre em Artes MarciaisFACIBA – Faculdade de Ciências da Bahia

Professor de Filosofia de Artes MarciaisI.U.M.A.S – International University of Martial Arts Sciences

Mestre Cabeça de Estilo USKA – United States Karate Alliance

Mestre Cabeça de Estilo CBKSC – Confederação Brasileira de Karatê Semi-Contato

Mestre Cabeça de Estilo FNAM – Federação Nacional de Artes Marciais

Professor de Educação Física – Formado pela Uniban – Universidade Bandeirante de São Paulo.

Criador e Idealizador do S.D.C – Sistema Dinâmico de Combate.

Instrutor de Faca de Combate – ROTA (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar)
1237512_10203478532665580_1859751070157506291_n
Minha jornada nas artes marciais tem inicio no dia 26 de Setembro de 1986 na academia Max Form, localizada no bairro de Icoaraci em Belém do Pará minha terra Natal. Começo estudando a Arte das Mãos Vazias o Karatê Shotokan, sobre a tutela do Prof. Lucimar Valente que foi aluno direto do Prof. Fernando Oliveira (6º Dan) um dos pioneiros no Karatê em Belém do Pará. Em 1987 passo a estudar com o Prof. Jorge Bruno, amigo do Prof. Lucimar e também aluno do Prof. Fernando Oliveria. Em 1993 começo a estudar com o Prof. Fernando Oliveira do qual recebo a faixa preta em 1996. Também estudei o Karatê de Yoshizo Machida na APAM.

Minha busca constante por aperfeiçoamento e fortalecimento me levou a conhecer e praticar outras artes entre elas estão: Aikidô, Full Contact, Muay Thai, Jiu-Jitsu, Boxe, Kickboxing, Wushu e Capoeira.

Bushido Ryu – O Caminho de Vida

O Bushido Ryu é uma resposta para a palavra questionamento, sempre me perguntei por que fazer algo pré-definido se nossa própria vida e mutável e as mudanças e adaptações sempre surgem e são necessárias. E com essa ideia de não possuir limitações ou restrições que o Caminho de Vida o qual denominamos Bushido Ryu nasceu. Não me julgo o criador de nada, pois a arte como técnica de luta já existia podemos adaptar, resumir, incrementar, mas mesmo assim continuara tendo uma fonte e para ser denominado criador devemos ter realmente desenvolvido algo que não existia. Muitas artes que hoje “julgamos” puras como Karatê, Aikido, Judo, vários estilos de Wushu, Hapkido e etc. Nada mais são que adaptações de varias técnicas já existente e por isso não determinamos Bushido Ryu como mais um estilo ou algo assim.

O que possuímos são níveis de treinamentos e uma metodologia e didática própria onde buscamos desenvolver o aluno de uma forma, mas completa, visando prepará-lo para vida e não só para luta.

shin2No Bushido Ryu treinamos toda técnica que possua aplicabilidade real, ou seja, buscamos sempre situações reais e não movimentos floridos ou folclóricos.
Ter a mente aberta e melhorar a cada dia é o espírito do Bushi (Guerreiro), pois sempre podemos melhorar e nunca há limites para um praticante dedicado. Por isso, o Bushido Ryu não é apenas arte marcial, é também uma filosofia de vida, pois é fundamental que o aluno antes de aprender a lutar, aprenda a viver. Para muitos isso é muito fácil, mas acreditem viver é muito, muito difícil, viver de verdade não é apenas respirar e se alimentar, viver é realizar algo pelo seu próximo, trazer alegrias aos corações e mostrar que todos possuem uma força interior infinita e ilimitada, mas algumas pessoas estão adormecidas neste sentido, estão fragilizadas, fechadas dentro de seus medos, franquezas e fracassos.