Bushido Ryu

Bushido Ryu é a arte do despertar uma forma singular de se encontrar com o EU interior, onde o praticante desperta dentro de sua própria natureza divina. É uma arte de harmonia onde a tríade deve ser levada a sua plenitude, permitindo que corpo, mente e espirito estejam em verdadeira sinergia.

Bushido Ryu força a descoberta  pessoal, fazendo perceber e entender que todos temos potencialidades e talentos, só precisamos acordar para os mesmos. A cada aula uma nova vitória é atingida e uma nova montanha é conquistada e o mais importante nestas vitórias é que não são externas e sim internas, vitórias do EU, vitórias sobre medos, receios, dúvidas, angustias, ansiedade, depressão, autoestima baixa, hábitos que atrapalham o crescimento e auto sabotagem pessoal.

Bushido Ryu é uma Arte de superação, uma arte que põem à prova a vontade, a determinação e perseverança. Em cada aula esses estímulos são relembrados e cobrados com muita eloquência, pois se acredita que “A água nunca pode esfriar” e esses fatores são o combustível para mantê-la fervente.

Bushido Ryu é a arte da vitória verdadeira, uma vitória sobre o Ego, sobre si mesmo. O homem que aprende a se vencer torna-se invencível, pois quando os desejos de competir com os outros cessam e as disputas acabam  jamais serei derrotado. Para explicar melhor essa vitória utilizamos o Kojiki (Livro dos Kamis – um livro da história do japão), neste livro encontramos “Masakatsu Agatsu Katsuhayahi”.

Masakatsu – significa “vencer de forma justa, correta” , “Masa” – verdadeiro, justo correto; “Katsu” – vencer

Agatsu – “vencer-se a si mesmo”,  a busca constante e insistente de vencer o ego.  “A” – significa “Eu”; “gatsu” outra forma de escrever “katsu” vencer.

Katsuhayahi – “rápido como a luz do sol”, novamente “katsu” vencer; “haya” rápido e “hi” sol.

A palavra “katsu” aparece nas três palavras. A frase é, antes de mais nada, sobre “vencer”, sobre a “vitória”. A vitória rápida sobre si, sobre o Ego.

Bushido Ryu ensina que vontade é mais importante que inteligência, tendo vontade atingimos os objetivos, realizamos sonhos e superamos limites. É só através da vontade que podemos atingir o sucesso e as verdadeiras realizações.

Bushido Ryu é a arte do testar, do provocar, do estigar, do forçar, pois precisamos saber do que somos feitos e descobrir que temos um oceano de possibilidades dentro de nós, que podemos viver como águias e não como galinhas. Aprendemos que o “Sofrimento é passageiro, porem desistir é para sempre.”

Bushido Ryu é o Caminho de Vida, pois através desta arte entendemos que “Antes de aprender a lutar temos que aprender a viver”, é neste caminho que compreendemos a essência do Respeito, da Humildade e da Educação e onde temos a consciência que a verdadeira felicidade esta no compartilha e no contribuir com os outros, fazer o bem sempre.

Bushido Ryu é uma junção de 3 palavras :

Ryu = Escola
Do = Caminho
Bushi = Guerreiro

Ou seja, a Escola do Caminho do Guerreiro.

Seja bem vindo a nossa Arte, seja bem vindo ao nosso Caminho de Vida.

Oss!

Conheça o DOJO – Bushido Ryu

O Bushido Ryu tem com filosofia o respeito com todas as artes e pessoas, pregando que todos pertencem ao mesmo universo e por isso, temos os mesmo direitos e deveres.

Buscar uma mente aberta ao conhecimento e acreditando que sempre podemos aprender algo novo, onde cresceremos em conhecimento, habilidade e acima de tudo cresceremos como pessoa.

Para o praticante de Bushido Ryu todas as artes são excelentes não existindo a melhor ou pior, o que faz diferença na verdade é o praticante e sua forma de treinar, pois acreditamos que só se aprende profundamente a arte se vivermos com ela. Ninguém aprende a nadar fora da água e ninguém aprender a arte se não praticá-la com afinco, dedicação e amor.

Quando falamos em ter uma mente aberta, estamos falando em buscar, buscar sempre, buscar incessantemente o desenvolvimento do corpo, mente e espírito. Aprender a olhar tudo com os olhos de aprendiz, pois até no vôo da borboleta existe conhecimento.

Nunca, jamais desrespeitar uma outra arte ou seu praticante e sim buscar união e crescimento constante.

No Bushido Ryu possuímos uma tradição que sempre realizamos em todas as aulas onde, no inicio da aula recitamos o Lema, depois fazemos o Mokuso e no final da aula recitamos a Oração, ambos sempre acontecem em uma aula de Bushido Ryu.

Nosso Lema:

Sou um guerreiro treinado para ser:
Justo, Leal e Verdadeiro.
E que Deus me proteja se um dia precisar usar a minha arte.
E sempre me ajude a evitar duelos e desafios sem sentidos.
Pois um Guerreiro é sempre um Guerreiro.

Nossa Oração:

A arte marcial é o meu segredo.
E eu não porto armas.
Que Deus me ajude se um dia precisar usar a minha arte.
A consciência é o meu guia.
A Paz o meu amparo.
Beleza e Perfeição são a minha Vida.

MOKUSO

Prazer de encontrar o verdadeiro ser, sem fazer nada. Como encontrar esse prazer, quando não se faz nada? É exatamente isso que é Mokuso uma energia que vem de lugar nenhum e ao mesmo tempo todos os lugares. Mokuso é felicidade onde está com sigo é está com o todo.

Quando você não está fazendo absolutamente nada – corporalmente, mentalmente, em nenhum nível – quando toda a atividade cessou e você simplesmente é, apenas sendo, isso é Mokuso. Você não pode fazê-la, você não pode praticá-la: você tem apenas que compreendê-la.

Sempre que você encontrar tempo para apenas ser, abandone todo o fazer. Pensar também é um fazer, concentração também é um fazer, contemplação também é um fazer. Mesmo que apenas por um único momento você fique sem fazer nada, simplesmente permanecendo no seu centro, totalmente relaxado – isso é mokuso. E uma vez que você tenha descoberto o jeito, você pode permanecer nesse estado tanto tempo quanto quiser; finalmente você poderá permanecer nesse estado durante as vinte e quatro horas do dia.

Uma vez que você se tomou consciente de como seu ser pode permanecer imperturbado, então, vagarosamente, você pode começar a fazer coisas, mantendo-se alerta para que seu ser não se agite. Essa é a segunda parte de Mokuso – primeiro, aprender simplesmente a ser, sentado em Seiza com os olhos semi abertos, deixando os pensamentos passarem sem se fixar em nada, simplesmente observando em estado de alerta. Depois levar este estado durante a apresentação das técnicas.
A idéia é levar este estado para o dia a dia e então aprender pequenas ações: limpar o chão, tomar um banho, mas permanecendo centrado. Então você poderá fazer coisas mais complicadas.

Em resumo Mokuso é uma prática de atenção plena sem fixar em nada, mente livre e ao mesmo tempo consciente do todo.

Os Mandamentos

Na filosofia do Bushido Ryu temos alguns mandamentos eles devem ser seguidos e respeitados pelo praticante durante todo sua vida.

  • Jamais usar sua arte para o mal.

  • Respeitar sempre as pessoas.

  • Procurar sempre manter o controle.

  • Evitar lutas sem sentidos.

  • Usar a arte para o crescimento da paz.

  • Nunca deixar a arte morrer (ensinar sempre).

  • Sempre ensinar com Exemplo é a única maneira de ensinar.

  • Buscar sempre a união das artes.

  • Honras seus pais e professores.

  • Lembrar que a verdadeira arte sempre começa e termina com respeito.

  • Sempre acreditar no Amor, pois ele é a maior força do universo.

  • Buscar sempre o conhecimento, pois nunca deixamos de aprender, nem quando morremos.

  • Usar a arte como forma de vida, nunca como esporte.

 

A origem do kanji

Os ideogramas usados pelos japoneses, os kanjis, têm sua origem numa linguagem pictográfica desenvolvida na China antiga.
Registros arqueológicos mais antigos da escrita foram encontrados inscritos em ossos de animais e cascos de tartaruga. Possivelmente da necessidade de se manter registradas as fórmulas mágicas dos sacerdotes e a dos oleiros em marcar suas obras, surgiu a escrita ideográfica. De acordo com estudos,antes, eram usados nós nas cordas para transmissão de mensagens. Fosseis grafados com escritras em kanji,encontrados na China,mencionam relatos de governantes da dinastia Shang (1766 a C – 1123 a C).Este fato nos dá a certeza de que a escrita chinesa tem pelo menos essa idade.

Séculos mais tarde, durante a dinastia Han (206 a. C – 211 d.C) ocorreu a padronização dos ideogramas, fato que deu ao conjunto de caracteres o nome da dinastia vigente. A escrita chinesa passou então para a história como a escrita de Han.Em chinês hanzi,em coreano hanjya e niponizado passou a se chamar kanji.

Nosso Kanji descreve BUSHIDO RYU = A ESCOLA DO CAMINHO DO GUERREIRO.

Onde os dois primeiro é BUSH (Guerreiro), o terceiro é DO (caminho) e o quarto RYU (Escola)

A todos que buscam o conhecimento e crescimento constante.

Oss.

Mushin

O que é mushin (wu-hsin em chinês)? O que quer dizer “estado de não-mente” ou “estado de não-pensamento”? É difícil encontrarem português o termo equivalente, a não ser talvez a palavra Inconsciente, embora até mesmo ela deva ser usada num sentido particular. Não é o sentido comum de Inconsciente da psicologia, nem o sentido que lhe é atribuído pela psicanálise, onde ele significa muito mais que a mera falta de consciência; mas, provavelmente, no sentido de “terreno insondável” dos místicos medievais ou no sentido de Vontade Divina anterior à revelação do Verbo ao mundo.

Mushin ou munen deriva primariamente de muga, wu-wo, anatman, “não-ego”, “não- identidade” — que é a principal noção do Budismo, tanto Hinayana quanto Mahayana. Com o Buda, não se trata de um conceito filosófico, mas da sua própria experiência; toda a teoria posteriormente desenvolvida em torno dessa experiência constituiu uma estrutura intelectual destinada a apoiar a experiência. Quando a intelectualização se tornou mais profunda e mais adiantada, a doutrina do anatman assumiu um aspecto mais metafísico e a doutrina do Sunyata desenvolveu-se. No que se refere à experiência em si, não havia diferença, mas a doutrina do Sunyata tem um campo de aplicação mais amplo e, como filosofia, penetra mais profundamente na fonte da experiência. Pois o conceito de Sunyata agora não é aplicável somente à experiência da ausência do ego, mas, em geral, também à experiência do estado da ausência de forma. Todos os Sutras Prajnaparamita negam enfaticamente a noção de pessoa, de ser, de criador, de substância, etc. A teoria do anatman e a de Sunyata são, praticamente, a mesma doutrina. O Prajna acompanha o sunyata e passa a ser um dos principais temas dos Sutras.

Masakatsu Agatsu

Masakatsu – significa “vencer de forma justa, correta” – A vitória aqui agora.
Agatsu – significa “vencer-se a si mesmo”
Em resumo: Masakatsu Agatsu = A vitória aqui agora, sobre sim mesmo.

O dojo ou dojô (pronuncia-se DÔ-JÔ) é o local onde se treinam artes marciais, especialmente as nipônicas. Muito mais do que uma simples área, o dojo deve ser respeitado como se fosse a casa dos praticantes. Por isso, é comum ver o praticante fazendo uma reverência antes de adentrar, tal como se faz nos lares japoneses.

Hombu Dojo = “Dojo Sede”, “Dojo Matriz”, “Quartel General”

Kamiza

E o local de maior respeito dentro do Dojo, onde é feita uma saudação ao se adentrar e sair do mesmo, onde simbolicamente a tradição e respeito pelos mestres que nos antecederam, pela cadeia de transmissão do saber.

O Kamiza do Humbu Dojo Bushido Ryu, que também chamamos de portal foi desenhado da seguinte forma (figura ao lado), com o seguinte significado:

Esturura de Bambu: Que representa as virtudes da paciência, flexibilidade, humildade e perseverança.

O quadro dos Mestres: Que nos oferecem a história dos antepassados que deixaram seu conhecimento e determinação para nos servi de inspiração.

Os kanjis: Bushido Ryu, Mushin e Masakatsu Agatsu

 

Nosso Simbolo

O simbolo do Bushido Ryu é composto de dois círculos possuindo os seguintes significados:
A cor branca no fundo do primeiro circulo simboliza a PAZ, HUMILDADE, RESPEITO
A cor Azul no fundo do segundo circulo simboliza o UNIVERSO
O circulo Amarelo simboliza o SOL, ENERGIA, LUZ
Os Ramos simbolizam a NATUREZA, VITÓRIA e as CONQUISTAS
O Punho simboliza a FORÇA, VIGOR, CORAGEM, DETERMINAÇÃO
O simbolo do yin-yang simbolizam o EQUILIBRIO, HARMONIA, UNIÃO
As mãos sobrepostas simbolizam: Mão Fechada = UNIVERSO, Mão Aberta = SABEDORIA

nesta forma estamos dizendo que estamos em busca de conhecimento e sabedoria.

O conjunto forma nosso CAMINHO DE VIDA a essência do BUSHIDO RYU

 


Nossas Chaves

No Bushido Ryu acreditamos que algumas chaves abrem todas as portas em nossas vidas e cultivá-las é nosso dever.

Nossas chaves para vida são:

RESPEITO

HUMILDADE

EDUCAÇÃO

 

A Triade da Arte

MitsudomoePerceber que possuimos três pontos fundamentais para o verdadeiro crescimento e desenvolvimento na arte é a essência maior dentro do Bushido Ryu, com isso nossa Triade é composta dos seguintes elos.

CORPO

MENTE

ESPÍRITO

 

OSS! É a saudação do Bushido Ryu.
É uma palavra que abrange um conjunto de virtudes que o praticante busca no decorre de sua vida entre elas estão: a virtude da paciência, da tolerância, da cortesia, da humildade, da compaixão, da perseverança, do respeito, da vontade, e acima de tudo do esforço e dedicação no treinamento com a qual elas são absorvidas e aprimoradas.
“OSS!, se pronuncia com a boca e se ouve com o coração”.

O conhecimento, a harmonia e o controle de si mesmo são os fundamentos do OSS.

Estudar as Histórias dos Grandes Mestres do Passado é importante na evolução do Bushi.

Os Grandes Mestres

Livros

O Bushido Ryu não é um Estilo, pois quando se tem um estilo você tem limitações e barreiras, nos possuímos um método de treinamento, onde seu principal objetivo e desenvolver uma mente aberta para captar toda e qualquer técnica que funcione.

Treinamos toda e qualquer técnica que possua aplicação real e não folclórica.

Possuímos dois símbolos para descrever o Bushido Ryu , sendo: Água e os Animais do Conhecimento

A água, ela não tem forma adquire a forma do recipiente que você colocá-la, assim é o praticante do Bushido Ryu, pois se não tem forma pode possuir todas as formas e se não possui estilo pode possuir todos os estilos.

A técnica do Bushido Ryu é na verdade a técnica do adversário, onde aprendemos a usar sua própria força contra ele mesmo.

Os Animais do conhecimento:

O Gato, Representa o inicio do aprendizado, o conhecimento dos fundamentos da arte, as formas e técnicas básicas de defesa e ataque. Bem como todo os processo disciplinar do Bushido Ryu como normas e procedimentos.

O Urso, Representa o estagio de fortalecimento do corpo, melhorando à resistência, força, velocidade e agilidade com o crescimento da habilidade física e total conhecimento dos princípios fundamentais da arte as técnicas de solo e imobilizações são aplicadas neste nível.

A Águia, Representa a liberdade da mente, onde o corpo já possui força, velocidade, agilidade tendo inicio o trabalho de harmonia entre corpo e mente, movimentos mais precisos e instintivos, as técnicas de saltos e combinações de chutes possuem maior abordagem neste nível.

O Tigre, Representa a força, técnica refinada neste nível o Bushi já possui perícia marcial e passa a desenvolver a resposta automática entrando no principio da ação e reação explosiva, ele também deve possuir conhecimento amplo de sua arte e das artes mais conhecidas e seus fundamentos, história e filosofia. Neste nível os pontos de pressão e vitais começam a ser abordados.

 

O Dragão, O despertar para o caminho, domínio de si, controle emocional e equilíbrio interior. As técnicas físicas passam a ter sentido secundário, pois a descoberta do “EU” mostra que nada físico atinge alguém que se tornou senhor de si mesmo. Neste Nível o Bushi recebe sua formação de Professor.

Torna-se água para matar a sede

de quem busca o caminho.

Exigências do Exame para Mudança de Faixa:

Para faixa AMARELA:
Parte Verbal: Bushido Ryu, Lema do Guerreiro e Oração do Guerreiro, Estrutura do Dojo, Divisão do Corpo Humano e Fundamentos da Anatomia
Parte Técnica: Modulo 1
Kata: Taikyoku Shodan, Taikyoku Nidan e Taikyoku Sandan *
Mon Jong: 15 movimentos
Armas: —
Força / Resistência:
5 flexões (seiken) – 2 flexões ( Garra de Tigre) – 1 flexões ( Garra de Águia) – Bananeira 40s (com apoio)
7 Abdominais (Elevação de Corpo) – 20 Abdominais (Elevação de Pernas) – 30s Abdominais (Sustentação)
40 Poli-chinelos – 15 Agachamentos Pedra – 15 Estepe – 5 minutos corda
Minimo de Aulas: 72
Kumite: 3 lutas de 1 minutos

Para faixa VERMELHA:
Parte Verbal: Fundamentos, Filosofia do Bushido Ryu, Budo e mestres: Miyamoto Musashi, Sokaku Takeda, Historia do Japão, Divisão do Esqueleto, Ossos da Cabeça
Parte Técnica:
Modulo 2
Kata: Taikyoku Yondan, Taikyoku Godan e Taikyoku Rokudan *
Mon Jong: 30 movimentos
Armas: Corda de Combate e Hojo Jutsu
Força / Resistência:
10 flexões (seiken) – 5 flexões ( Garra de Tigre) – 3 flexões ( Garra de Águia) – 1 flexões ( Dois Dedos ) – Bananeira 60s (com apoio)
10 Abdominais (Elevação de Corpo) – 15 Abdominais (Elevação de Pernas) – 60s Abdominais (Sustentação)
80 Poli-chinelos – 20 Agachamentos Pedra – 30 Estepe – 7 minutos corda
Minimo de Aulas: 120
Kumite: 4 lutas de 2 minutos

Para faixa LARANJA:
Parte Verbal: História do Karatê, Samurais e Mestres: Wong Fei Hung, Morihei Ueshiba e Grão Mestre Choi, Ossos do Esqueleto Axial e Apendicular
Parte Técnica: Modulo 3
Kata: Heian Shodan, Heian Nidan, Heian Sandan, Heian Godan *
Mon Jong: 45 movimentos
Armas: Kobotan
Força / Resistência:
15 flexões (seiken) – 7 flexões ( Garra de Tigre) – 5 flexões ( Garra de Águia) – 4 flexões ( Dois Dedos ) – Bananeira 40s (seiken)
20 Abdominais (Elevação de Corpo) – 30 Abdominais (Elevação de Pernas) – 100s Abdominais (Sustentação)
100 Poli-chinelos – 40 Agachamentos Pedra – 40 Estepe – 10 minutos corda
Minimo de Aulas: 204
Kumite: 6 lutas de 2 minutos

Para faixa VERDE:
Parte Verbal: Hapkido, Muay Thai, Capoeira, Jiujtsu, Kali , 5 minutos de explanação sobre Artes Marciais e Mestres: Gichin Funakoshi, Jigoro Kano,
Mitsuyo Maeda, Imi Lichtenfeld e Nai Khanom Tom
Parte Técnica:
Modulo 4
Kata: Tekki Shodan, Tekki Nidan Tekki Sandan
Mon Jong: 60 movimentos
Armas: Bastão Kali
Força / Resistência:
20 flexões (seiken no Bloco) – 10 flexões ( Garra de Tigre) – 7 flexões ( Garra de Águia) – 6 flexões ( Dois Dedos ) – Bananeira 60s (seiken)
30 Abdominais (Elevação de Corpo) – 40 Abdominais (Elevação de Pernas) – 150s Abdominais (Sustentação)
200 Poli-chinelos – 80 Agachamentos Pedra – 50 Estepe – 15 minutos corda
Minimo de Aulas: 288
Kumite: 8 lutas de 2 minutos

Para faixa ROXA:
Parte Verbal: Kempo, Kung Fu, Ninjutsu, Jujitsu, Jet Kune Do e 7 minutos de explanação sobre Artes Marciais e todos os mestres do quadro.
Parte Técnica: Modulo 5
Kata: Bassai Daí, Bassai Sho, Kanku Daí , Kanku Sho, Jitte e Enpi
Mon Jong: 75 movimentos
Armas: Nunchaku
Força / Resistência:
25 flexões (seiken no Bloco) – 15 flexões ( Garra de Tigre) – 10 flexões ( Garra de Águia) – 8 flexões ( Dois Dedos ) – Bananeira 100s (seiken)
35 Abdominais (Elevação de Corpo) – 45 Abdominais (Elevação de Pernas) – 200s Abdominais (Sustentação)
400 Poli-chinelos – 120 Agachamentos Pedra – 70 Estepe – 25 minutos corda
Minimo de Aulas: 396
Kumite: 10 lutas de 3 minutos

Para faixa MARRON:
Parte Verbal: Tai Chi Chuan , Chi Kung, Meditação e 10 minutos de explanação sobre Artes Marciais
Parte Técnica: Modulo 6
Kata: Hangetsu, Gankaku , Jion, Chinte e Unsu
Mon Jong: 90 movimentos
Armas: Tonfa
Força / Resistência:
30 flexões (seiken no Bloco) – 20 flexões ( Garra de Tigre) – 15 flexões ( Garra de Águia) – 10 flexões ( Dois Dedos ) – Bananeira 60s (Garra de Tigre)
40 Abdominais (Elevação de Corpo) – 50 Abdominais (Elevação de Pernas) – 300s Abdominais (Sustentação)
800 Poli-chinelos – 150 Agachamentos Pedra – 100 Estepe – 30 minutos corda
Minimo de Aulas: 650
Kumite: 15 lutas de 3 minutos

Para faixa PRETA:
Parte Verbal: Chakras, Meridianos, Shiatsu, Pancrácio, Acupuntura e 15 minutos de explanação sobre Artes Marciais
Formação Escolar: Possuir 2º Grau Completo
Parte Técnica: Modulo 7
Kata: Sochin, Nijushiho Dai, Nijushiho Sho, Meikyo, Jiin e Wankan
Mon Jong: 108 movimentos Tradicionais e os 24 do Bushido Ryu
Armas: Faca de Combate
Força / Resistência:
40 flexões (seiken no Bloco) – 30 flexões ( Garra de Tigre) – 20 flexões ( Garra de Águia) – 15 flexões ( Dois Dedos ) – Bananeira 150s (seiken) e 50s (Garra de Águia)
70 Abdominais (Elevação de Corpo) – 70 Abdominais (Elevação de Pernas) – 500s Abdominais (Sustentação)
1500 Poli-chinelos – 200 Agachamentos Pedra – 150 Estepe – 40 minutos corda
Minimo de Aulas: 1.000
Kumite: 20 lutas de 3 minutos

* Execução Opcional com pontuação extra. ( Conteúdo é acomulativo para todas as faixas )

* Os alunos que forem realizar exame para faixas Verde, Roxa e Morron ou Preta é obrigatório a apresentação do Kata